Archive for Abril, 2012

INDICATIVO DE GREVE NO INCRA E MDA DEVE SER DEFINIDO DIA 21 DE MAIO DE 2012, DURANTE ENCONTRO NACIONAL DE ENTIDADES REPRESENTATIVAS

27/04/2012

Um dos resultados da Plenária Nacional da Cnasi foi a decisão de reunir, no dia 21 de maio de 2012, delegados estaduais das três entidades representativas dos servidores do Incra e MDA (Cnasi, Assinagro e AsseMDA) para discutirem e deliberarem sobre diversos temas ligados à negociação com o governo, entre os quais o indicativo de greve dos profissionais dos dois órgãos. O Encontro Nacional de Entidades Representativas do Incra e MDA terá delegados eleitos em assembleias de servidores, realizadas nas superintendências regionais, unidades avançadas e delegacias do ministério.

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

Anúncios

REUNIÃO COM MPOG GERA APENAS ABERTURA PARA NOVOS ENCONTROS E DEFINIÇÃO DA DATA DE 31 DE JULHO PARA FINALIZAR AS NEGOCIAÇÕES

26/04/2012

Os representantes dos servidores do Incra e MDA participaram na noite desta terça-feira (23/04), em Brasília, da reunião entre o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Consef e integrantes de outros 16 setores. O resultado foi apenas um novo agendamento para esta quinta-feira (26/04) de reunião entre o MPOG e a direção da Condsef a fim de que um calendário de reuniões gerais e específicas seja composto. Foi definido ainda a data de 31 de julho de 2012 como prazo limite para o fim das negociações este ano.

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

INCRA E MDA PARALISAM ATIVIDADES EM 90 PORCENTO DAS SUAS UNIDADES NO BRASIL

26/04/2012

A adesão dos servidores do Incra e MDA ao Dia Nacional de Lutas, realizado nesta quarta-feira (25/04), alcançou pouco mais de 90 porcento das unidades avançadas e superintendências regionais da autarquia, bem como das delegacias do ministério.

Piquetes, passeatas, mobilizações e paralisações foram alguns dos tipos de atos públicos que os profissionais do Incra e MDA realizaram ou participaram em todos os cantos do Brasil, sempre em conjunto com servidores de outros órgãos e apoio dos sindicatos locais.

O objetivo do Dia Nacional de Lutas foi pressionar o governo a atender as reivindicações dos servidores públicos federais, em suas pautas gerais (concurso público, GQ e TR, bem como ampliação do valor do auxílio alimentação) e específicas – a exemplo da reestruturação de carreiras e melhoria dos padrões remunerativos.

Confira abaixo vídeo feito no início da paralisação da sede do Incra, em Brasília, na “TV CNASI SERVIDORES”, canal da Confederação criado no You Tube:

http://www.youtube.com/user/tvCNASIservidores?feature=watch

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

CNASI CONVOCA SERVIDORES E ASSOCIAÇÕES PARA PARALISAÇÃO NO DIA 25/04 E PLENÁRIA NACIONAL DIA 26/04

13/04/2012

A semana de 24 a 26 de abril de 2012 será intensa para os profissionais do Incra, pois haverá reunião com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), no dia 24; paralisação das atividades dos servidores públicos federais, no dia 25/04 e Plenária Nacional da Cnasi, no dia 26/04. Diante disso, a Cnasi convoca os servidores e associações (Assincras e Asseras) para participarem das atividades, com destaque para a paralisação e a Plenária.

Plenária Nacional da Cnasi – Um ofício da direção nacional da Cnasi convoca as Assincras e Asseras a realizarem assembleias para elegerem delegados que representarão os servidores do Incra de suas superintendências regionais nos debates e deliberações do evento.

A Plenária tem como pauta básica dois pontos: Campanha salarial e Fassincra. Embora esses sejam os temas que mais estão no foco da atenção dos servidores no momento, outros assuntos podem ser colocados no evento, a depender da aceitação dos delegados presentes.

No evento – que ocorre na Sede do Incra, em Brasília, durante todo o dia 26 de abril de 2012 –,  será definido, entre outros aspectos da campanha salarial, a posição dos servidores da base da Cnasi sobre a adesão a uma greve geral, caso as negociações com o governo não progridam, bem como as saídas para a Fassincra. As direções da Assinagro e AsseMDA foram convidadas e confirmaram presença na Plenária Nacional da Cnasi.

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

METAS SUPERESTIMADAS E CORTE NO CUSTEIO LEVAM CNASI E ASSINAGRO A REIVINDICAR REVISÃO DA AVALIAÇÃO DE GDARA E GDAPA PARA 2013

13/04/2012

No dia 30 de março de 2012, com um mês de atraso, a direção do Incra publicou no Diário Oficial da União (DOU) metas difíceis de serem cumpridas pela autarquia. Para piorar a situação, o corte de cerca de R$ 350 milhões no custeio das ações da autarquia, determinado pela Presidência da República, tornou impossível o cumprimento das metas institucionais. Diante disso, a Cnasi e Assinagro vão encaminhar ofício à Presidência do Incra expondo essas dificuldades e reivindicando a revisão das metas da instituição para 2012, com consequênte rebatimento na avaliação de Gdara / Gdapa em 2013.

Na avaliação das entidades, se as metas do órgão são definidas com e por critérios políticos – sendo que seu cumprimento é também político (já que para cumpri-la necessita-se de recursos correspondentes, pessoal em número suficiente e qualificado, equipamentos e infraestrutura adequados) e, como tal, isso está fora da governabilidade dos servidores –, logicamente elas não devem se refletir na renumeração dos profissionais do Incra. Assim, o corte de recursos está fora da governabilidade dos servidores e, portanto, é de se esperar que eles (servidores) não sejam penalizados com redução de suas remunerações com o não cumprimento de metas pela autarquia.

Na atual situação de corte de custeio e mantidas as atuais metas, os servidores serão altamente prejudicados, pois suas remunerações estão diretamente ligadas a metas irrealizáveis por um reduzido quadro de profissionais, com baixa estima, sem recursos suficientes, ineficiente estrutura e equipamentos tecnologicamente atrasados. (Material atualizado às 16h, de 16.04.2012)

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

CNASI, ASSINAGRO E ASSEMDA APRESENTAM REIVINDICAÇÕES DE SERVIDORES AO MINISTRO DO MDA

05/04/2012

Integrantes da Cnasi, Assinagro e AsseMDA apresentaram ao ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, as reivindicações de melhorias remunerativas dos servidores do Incra e MDA, durante reunião em seu gabinete, em Brasília.

A reunião, que aconteceu na manhã da terça-feira (03/04), foi o primeiro contato oficial do novo ministro do MDA com as entidades representativas, bem como com as queixas e reivindicações das categorias. Houve a presença ainda de três deputados federais – Chico Lopes (PCdoB/CE), Moreira Mendes (PSD/RO) e Natan Donadon (PMDB/RO) –, bem como assessores parlamentares da deputada Marinha Raupp (PMDB/RO), líder da bancada de Rondônia na Câmara dos Deputados, e do senador Acir Gurgacz (PDT/RO), presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária no Senado Federal.

As falas foram abertas pelo deputado Moreira Mendes, que destacou a importância do Incra, principalmente na construção do estado de Rondônia e posicionando-se de forma favorável ao pleito dos servidores. Em seguida, cada entidade fez uma fala, defendendo aspectos de interesse comum.

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

SERVIDORES DO INCRA E MDA PARALISAM ATIVIDADES EM TODO O BRASIL DURANTE PRIMEIRO ATO NACIONAL DE 2012

05/04/2012

De Norte a Sul, Leste a Oeste o Incra e MDA – com suas superintendências, unidades avançadas e delegacias– tiveram as atividades paralisadas em algum grau por conta da adesão de milhares de servidores da autarquia e do ministério ao Ato Nacional convocado por 31 entidades que compõem o Fórum Nacional da Campanha Salarial de 2012, entre elas a Condsef e a CUT.

A paralisação ocorreu no dia 28 de março de 2012 e foi histórica porque uniu técnicos, analistas e peritos do Incra, bem como profissionais do MDA em um ato de abrangência nacional. A data é histórica ainda pelo fato de nela ter ocorrida a primeira ação conjunta convocada pelas entidades representativas – Cnasi, Assinagro e AsseMDA (Associação Nacional dos Servidores do MDA) –, que decidiram fazer luta única na negociação remunerativa com o governo, tendo como referência o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) – nos cargos de Fiscal Federal Agropecuário (para nível superior),  Agente de Atividade Agropecuária (para nível intermediário) e Auxiliar de Laboratório (para auxiliar).

Na data de 28 de março ocorreu ainda, em Brasília, a 5ª rodada de negociações com o governo e uma marcha com participação de milhares de servidores de diversos órgãos federais.

Os servidores do Incra e MDA – por meio das associações locais e a representação da Assinagro e da AsseMDA, ou mesmo de forma individualizada –, se associaram aos sindicatos em seus estados e movimentos sociais defensores da reforma agrária para a viabilização do ato nacional.

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/

PROBLEMA DO GOVERNO NÃO É A FALTA DE DINHEIRO E SIM SUAS PRIORIDADES, AFIRMA CONDSEF

05/04/2012

O governo da presidenta Dilma Rousseff deu mais uma mostra de que o problema para não atender as demandas apresentadas pelos servidores públicos não está na falta de dinheiro nem no clima de austeridade tão propagado pelo Ministério do Planejamento durante as negociações com a categoria.

Essa semana o governo anunciou mais um pacote de “incentivos” à indústria. Numa velocidade impressionante, como num passe de mágica, foram concedidos R$ 65 bilhões em “incentivos” que nada mais são do que a isenção de impostos ao empresariado. Com essa nova remessa, entre 2011 e 2012 o governo concedeu a empresários em isenção fiscal aproximadamente R$155 bi. Em contrapartida, no mesmo período, contingenciou das áreas sociais mais de R$ 105 bi.

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/