MAIS UMA SEGUNDA-FEIRA COM PARALISAÇÕES NO INCRA E MDA POR TODO O BRASIL

Em mais um dia de mobilizações e paralisações os servidores do Incra e MDA voltaram, nesta segunda-feira (21/05), a exigir do governo o atendimento de suas reivindicações – entre as quais, a recomposição do quadro de pessoal com a realização de concurso público; e melhoria dos padrões remunerativos dos profissionais dos órgãos. As atividades desta segunda foram deliberadas durante a Plenária Nacional da Cnasi (realizada em 26 de abril de 2012), que contou ainda com a presença de integrantes da Assinagro e AsseMDA – as decisões deste evento foram ratificados por essas entidades.

Considerando que estão no caminho certo, as direções da Cnasi, Assinagro e AsseMDA convocam suas bases a manterem as atividades de paralisações e mobilizações nos dias 28 e 31 de maio de 2012 – sendo que neste último haverá vigília em todo o País à espera do resultado da reunião com o MPOG. As entidades convocam ainda as bases para realizarem paralisações e mobilizações também no dia 4 de junho de 2012, quando em Brasília vai ocorrer o Encontro Nacional de Entidades Representativas do Incra e MDA. Neste evento – que terá delegados eleitos em assembleias de servidores pelas bases da Cnasi, Assinagro e AsseMDA –, deverá ser definido o indicativo de greve, caso o governo não atenda as reivindicações dos profissionais dos dois órgãos.

Em Brasília, cerca de 60 servidores do Incra e MDA ocuparam o 8º andar do ministério e pediram uma reunião com o ministro. Depois de alguns desentendimentos, o ministro recebeu os representantes das entidades lá presentes, além de integrante do Sindsep/DF. Na reunião, os servidores solicitaram informações do ministro sobre sua atuação em defesa das reivindicações da categoria, bem como o envio de “Aviso Ministerial” ao MPOG. Pepe Vargas afirmou ter se reunido com a também ministra do MPOG, Miriam Belchior, e apresentado a ela a situação no Incra e MDA em termos de recomposição da força de trabalho (concurso público) e melhoria dos padrões remunerativos. Sobre Aviso Ministerial, Pepe Vargas não foi claro se enviaria ou não. Falou ele várias vezes que “a palavra do ministro seria o suficiente”. Os servidores insistiram que é muito importante a formalização do posicionamento em um Aviso Ministerial do MDA ao MPOG. Além disso, foi cobrado do MDA sua participação na reunião do dia 31 maio com o MPOG. O ministro disse que vai avaliar com o MPOG a necessidade da participação de representantes do MDA e que mesmo que haja participação, a posição do MDA será a mesma do governo.

Acesse na TV CNASI SERVIDORES, por meio do link abaixo, dois vídeos: 1- paralisação na sede; 2 – ocupação do gabinete do ministro do MDA.

http://www.youtube.com/user/tvCNASIservidores?feature=watch

Saiba mais no http://www.cnasi.org.br/


%d bloggers like this: